Vulvodynia

Definição

Vulvodynia (vul-vo-DIN-ee-uh) é a dor crônica na área em torno da abertura de sua vagina (vulva), para o qual não há nenhuma causa identificável. A dor, ardor ou irritação associada com vulvodynia pode torná-lo tão desconfortável que sentado por longos períodos ou ter relações sexuais torna-se impensável. A condição pode durar meses ou anos.

Se você tiver vulvodynia, não deixe que a ausência de sinais visíveis ou constrangimento em falar sobre os sintomas da vulvodynia mantê-lo de procurar ajuda. As opções de tratamento estão disponíveis para diminuir a dor eo desconforto de vulvodynia.

Sintomas

O principal sintoma é a dor vulvodynia em sua área genital, o que pode ser caracterizado por:

  • Ardente
  • Dor
  • Picadas
  • Crueza
  • Relações sexuais dolorosas (dispareunia)
  • Throbbing
  • Comichão

A dor que você experimenta pode ser constante ou intermitente e pode durar meses ou mesmo anos, mas pode desaparecer tão repentinamente quanto começou. Você pode sentir a dor em sua área vulvar todo (generalizada), ou podem ser localizados em uma determinada área, como a abertura de sua vagina (vestíbulo). Uma condição similar, vulvar vestibulitis, pode causar dor somente quando a pressão é aplicada para a área circundante a entrada da sua vagina.

Tecido vulvar pode parecer minimamente inflamada ou inchada. Mais frequentemente, a sua vulva parece normal.

Quando consultar um médico
Embora muitas vezes as mulheres não dizem aos seus médicos sobre o problema, vulvodynia é uma condição bastante comum.

Se você sentir dor na área genital, discutir o assunto com o seu médico, ou pedir um encaminhamento para um ginecologista. É importante ter o seu médico descarta mais facilmente causas tratáveis ​​de dor vulvar, tais como fungos ou infecções bacterianas, doenças de pele e problemas médicos, tais como diabetes. Uma vez que seu médico avaliou os seus sintomas particulares, ele ou ela pode recomendar tratamentos ou maneiras de ajudá-lo a controlar sua dor.

Veja também

Causas

Os médicos não sabem o que provoca vulvodynia, mas fatores que contribuem podem incluir:

  • Lesão ou irritação dos nervos que rodeiam a sua região vulvar
  • Infecções vaginais últimos
  • Alergias ou hipersensibilidade localizada de sua pele
  • As alterações hormonais

Muitas mulheres com vulvodynia têm uma história de tratamento para infecções fúngicas vaginite ou vaginal recorrentes. Algumas mulheres com a condição de ter um histórico de abuso sexual. Mas a maioria das mulheres com vulvodynia não têm conhecido fatores contribuintes. Vulvodynia não é sexualmente transmissível, ou um sinal de câncer.

Veja também

Complicações

Porque ele pode ser doloroso e frustrante e pode inibir a atividade sexual, vulvodynia pode causar problemas emocionais. Por exemplo, o medo de ter relações sexuais pode causar espasmos nos músculos em torno de sua vagina (vaginismo). Outras complicações podem incluir:

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Os distúrbios do sono
  • A disfunção sexual
  • Imagem corporal alterada
  • Problemas de relacionamento
  • Diminuição da qualidade de vida

Preparando-se para a sua nomeação

É provável que você comece por ver o seu médico de família ou prestador de cuidados primários. Em alguns casos, você pode ser encaminhado para um médico especialista em doenças que afectam o aparelho reprodutor feminino (ginecologista).

Aqui estão algumas informações para ajudar você a se preparar para sua nomeação, e para saber o que esperar do seu médico.

O que você pode fazer

  • Estar ciente de quaisquer restrições de pré-consulta. Ao fazer a consulta, pergunte se há alguma coisa que você precisa fazer para se preparar para os testes de diagnóstico comuns.
  • Anote todos os sintomas que você está enfrentando, inclusive os que podem parecer sem relação com o motivo pelo qual você agendou o encontro.
  • Faça uma lista de suas informações médicas chave, incluindo quaisquer outras condições para o qual você está sendo tratado, e os nomes de todos os medicamentos, vitaminas ou suplementos que você está tomando.
  • Faça uma lista de perguntas a fazer ao seu médico.

Para vulvodynia, algumas perguntas básicas para perguntar ao seu médico incluem:

  • O que poderia estar causando os meus sintomas?
  • Que testes você recomenda?
  • Que tipos de tratamentos são mais susceptíveis de melhorar os meus sintomas?
  • É esta condição permanente ou temporária?
  • Quando eu poderia esperar para experimentar alívio da minha dor e desconforto?
  • Existe uma alternativa genérica para o medicamento que você está prescrevendo?
  • Você tem brochuras ou outro material impresso que eu posso levar comigo? Quais sites você recomendo visitar?

Não hesite em pedir quaisquer outras perguntas que você tem.

O que esperar do seu médico
O seu médico provavelmente lhe fazer uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começam?
  • Quão grave é a sua dor, e quanto tempo irá durar?
  • Como você descreveria a sua dor - aguda ou monótona, contínua ou intermitente?
  • É a sua dor geralmente desencadeada por um evento específico, como a relação sexual ou exercício?
  • Você sente dor ao urinar ou evacuar?
  • Será que o seu ciclo menstrual afeta a sua dor?
  • Alguma coisa faz sua dor melhor ou pior?
  • Você já passou por uma cirurgia pélvica?
  • Você está grávida ou que pode estar grávida agora?
  • Você já foi tratado por trato urinário ou infecções vaginais?

Testes e diagnóstico

Antes de diagnosticar vulvodynia, o seu médico irá pedir-lhe várias perguntas para ter uma idéia melhor de seu histórico médico e entender a localização, natureza e extensão dos seus sintomas.

Como parte de sua avaliação, o médico pode também realizar estes testes:

  • Exame pélvico. Durante este exame, o médico examina visualmente seus órgãos genitais externos e vagina para sinais de infecção ou alguma outra causa de seus sintomas vulvodynia. Mesmo que não há nenhuma evidência visual de infecção, o médico pode ter uma amostra de células da vagina para testar uma infecção vaginal, como uma infecção por fungos ou vaginose bacteriana.
  • Teste de cotonete. Durante este teste, o médico utiliza um cotonete umedecido para verificar suavemente para áreas específicas e localizadas de dor na sua região vulvar.

Tratamentos e drogas

Tratamentos Vulvodynia concentrar em aliviar os sintomas. Sem um tratamento funciona para cada mulher, e você pode achar que uma combinação de tratamentos que funciona melhor para você. Pode levar semanas ou mesmo meses para o tratamento de melhorar os seus sintomas visivelmente. As opções podem incluir:

  • Medicamentos. Antidepressivos tricíclicos e anticonvulsivantes podem ajudar a diminuir a dor crônica. Os anti-histamínicos podem diminuir a coceira.
  • Terapia de Biofeedback. Esta terapia pode ajudar a reduzir a dor, ensinando-lhe como controlar respostas específicas do corpo. O objetivo do biofeedback é ajudar você a relaxar para diminuir a sensação de dor. Para lidar com vulvodynia, biofeedback pode ensiná-lo a relaxar seus músculos pélvicos, o que pode contrair em antecipação da dor e realmente causar dor crônica.
  • Os anestésicos locais. Medicamentos, tais como lidocaína pomada, pode proporcionar alívio temporário dos sintomas. Seu médico pode recomendar a aplicação de lidocaína 30 minutos antes da relação sexual para reduzir o desconforto. Se você usar pomada de lidocaína, seu parceiro também pode sentir dormência temporários após o contato sexual.
  • Bloqueios. Mulheres que têm dor de longa data que não respondem a outros tratamentos podem beneficiar de injeções locais de bloqueios.
  • Terapia do assoalho pélvico. Muitas mulheres com vulvodynia ter problemas com os músculos do assoalho pélvico, que apóia o útero, bexiga e intestino. Exercícios para fortalecer os músculos pode ajudar a aliviar a dor vulvodynia.
  • Cirurgia. Nos casos em que as áreas dolorosas podem ser especificamente identificados no anel himenal (localizada vulvodynia, vulvar vestibulitis), a cirurgia para remover a pele eo tecido afetado (vestibulectomy) alivia a dor em algumas mulheres.

Estilo de vida e remédios caseiros

As dicas a seguir podem ajudá-lo a controlar os sintomas da vulvodynia:

  • Tente fazer compressas frias. Compressas frias feitas diretamente na sua área genital externa pode ajudar a diminuir a dor e coceira.
  • Mergulhe em um banho de assento. Duas a três vezes por dia, sente-se, morna (não quente) ou água fria confortável para cinco a 10 minutos.
  • Evite tightfitting meia-calça e calcinha de nylon. Roupas apertadas restringir o fluxo de ar para a sua área genital, muitas vezes levando a um aumento da temperatura e da umidade que pode causar irritação. Vestir branco, roupa interior de algodão para aumentar a ventilação e secura, e dormir sem calcinha à noite.
  • Evite banheiras de hidromassagem e imersão em banhos quentes. Passar um tempo em água quente pode levar a desconforto e coceira.
  • Evite atividades que colocam pressão sobre o vulva, tais como andar de bicicleta ou a cavalo.
  • Lave suavemente. Lavar ou esfregar a área afetada duramente ou com muita freqüência pode aumentar a irritação. Em vez disso, use água pura para limpar suavemente a vulva com a mão e seque a área seca. Após o banho, aplicar um emoliente sem conservantes, como simples vaselina, para criar uma barreira protetora.
  • Use lubrificantes. Se você é sexualmente ativo, aplicam lubrificantes antes de se envolver em relações sexuais.
  • Tente um anti-histamínico na hora de dormir. Isso pode ajudar a reduzir a coceira e ajudá-lo a descansar melhor.

Enfrentamento e apoio

Você pode encontrá-lo útil para conversar com outras mulheres que têm vulvodynia. Conversando com outras pessoas com a doença podem fornecer informações e ajudar a aliviar o isolamento que você pode sentir. Se um grupo de apoio não é para você, pergunte ao seu médico para obter os nomes dos conselheiros em sua área que estão familiarizados com vulvodynia.